Hamburguerias badaladas e com jeitinho brasileiro em SC

 Quem diria que o bom e velho hambúrguer tem origem na Alemanha? Pois é deles esta invenção, levada aos Estados Unidos no século 19 pelos imigrantes que partiram de Hamburgo. A receita na América ganhou o nome de hamburg style steak (bife ao estilo hamburguês). Ah, e foi onde também acabaram incorporando o pão. Ou seja, o hambúrguer que vemos hoje em dia, tem dupla nacionalidade: metade alemã e outra americana.

E se esta iguaria resiste ao tempo, ela ganhou ares de novidades no Brasil ao ter ingredientes adicionados às receitas. O modo de fazer, bem artesanal, cuidadosamente preparado, fez com que os brasileiros passassem a adorar os locais especializados em hambúrgueres. O Senhor Sabor foi atrás dos mais badalados de Santa Catarina. Mas a gente espera também os seus comentários para ajudar a aumentar esta lista.

foto_018-2016-hamburguer-nana-bnu

Nana Hamburgueria – Blumenau
Super recomendada por quem visita o local (Rua Antônio da Veiga, 484) e também por quem faz o pedido para entregar em casa, a Nana Hamburgueria é uma surpresa recente em Blumenau. A escolha por ingredientes frescos e experimentações como o hambúrguer que leva também linguiça Blumenau, creme de queijo parmesão e chutney de tomate garantiram a notoriedade à casa.

foto_021-2016-hamburguer-general-pepper-bc

General Pepper – Balneário Camboriú e Itajaí
Como numa batalha pessoal, para declarar guerra a sua fome, a General Pepper (Avenida Brasil, 19, ou Rua Heitor Liberato, 1550) tem lanches saborosos e com nomes descolados. As patentes militares batizam as receitas e quanto maior, maior o peso dos hambúrgueres. Agridoce, feijão e carneiro são ingredientes que integram o cardápio.

foto_022-2016-hamburguer-pepper-jack-bnu

Pepper Jack – Blumenau
Autenticidade norte-americana. É nesta pegada que o Pepper Jack (Rua Joinville, 148) mantém suas portas abertas. A receita é segredo da casa, a única dica é que os hambúrgueres são 100% de carne bovina (de novilhos da raça Hereford) e contam com generosas 200 gramas em cada porção grelhadas ao ponto e servidas com seus acompanhamentos de preferência.

foto_017-2016-hamburguer-hamburgues-jlle

Hamburguês Hamburgueria – Joinville
Localizado na Rua Max Colin, 2.560, o Hamburguês traz novidades como esta sugestão no clima da Primavera. Combinação de presunto Royale, cogumelo Paris e palmito na brasa. Outra surpresa é o hambúrguer com babaganouche, tabule e molho de iogurte, para quem quiser dar uma volta pelas arábias sem sair de Santa Catarina.

foto_020-2016-hamburguer-black-burguer-bc

Black Burger – Balneário Camboriú
Esta é a primeira hamburgueria sobre rodas da cidade (Rua 1.500, esquina com 4ª Avenida). Aposta em ingredientes frescos e pães assados minutos antes de servir. É o típico street food, servido nos food trucks nova-iorquinos. Mas com um toque brasileiro. Tem o X-Salada Tradicional (Só Que Não), um hambúrguer vegetariano e até receita no pão preto.

foto_019-2016-hamburguer-na-brasa-itj

Na Brasa – Itajaí
Em vez de ser feito na chapa, o hambúrguer da Na Brasa (Rua Delfim de Pádua Peixoto, s/n) é feito na churrasqueira. A carne vem ainda suculenta e as combinações, ah, essas são ótimas. O molho pesto combina perfeitamente na receita. É vegetariano? A dica é o hambúrguer “Samba Juliana”, feito de berinjela.

Um cantinho delicioso em Jaraguá do Sul

Meio escondido, na Rua Josef Fontana, em Jaraguá do Sul, está uma das confeitarias mais charmosas e deliciosas da região. São poucos metros quadrados e infinitos sabores, o que deixa a visita super aconchegante e com vontade de ir embora só depois de experimentar tudo que tem direito. A experiência gastronômica pela Du Chocolat começa com você comendo pelos olhos. Os doces são criados com tanta perfeição que parecem uma pintura, dá até pena de tocar, mas basta uma primeira mordida para você pensar: por onde eu estive que não vim aqui antes?

13925280_1097414700337488_7629036700911716326_n

Eles começaram os trabalhos em 2009, vendendo doces de porta em porta, e há quatro anos abriram a primeira loja física. No cardápio também há salgados, como crepe francês, cremes e coxinha, oferecendo uma refeição completa. Mas se você quiser uma dica: guarde muito espaço ou vá só para a sobremesa. Os doces que chamam a atenção pela delicadeza dos detalhes e pelos ingredientes refinados. Além dos cheesecakes e macarons, os brigadeiros – até a forminha é comestível – trazem uma combinação de sabores da moda, como churros, com o melhor do chocolate belga e as tortinhas (chamo assim, porém, no cardápio elas ganham nomes como mousse, channel entremet, eclair) são tão macias que desmancham na boca.

14184478_1122358241176467_9101052095980364157_n

A Du Chocolat também trabalha com encomenda e os bolos prometem dar mais vida a qualquer evento. O cuidado na cobertura é só uma amostra do que está em cada recheio, realmente uma produção de encher os olhos e satisfazer os estômagos mais famintos.

ss021201
Du Chocolat
Rua Josef Fontana 121, Centro, Jaraguá do Sul (SC)
De terça a sexta-feira, das 12h às 19h, e aos sábados, das 10h às 18h
(47) 3274-8275

Reconheça Nova York pela comida

A mais reconhecida cidade americana, talvez uma das mais visitadas do mundo, recebe visitantes em busca dos famosos cartões postais, mas também interessados na gastronomia. E nem precisa ser muito rebuscada. Nova York, na realidade, é muito famosa por comidas simples, daquelas que pode-se comer sentado no parque, por exemplo.

img_1105Hot-dog
O famoso “cachorro-quente” é um prato muito nova-iorquino. O sanduíche foi introduzido nos Estados Unidos por imigrantes alemães, teve a receita aprimorada com a troca da salsicha e a retirada do chucrute, e ganhou notoriedade. Estima-se  que em todo o país sejam consumidos 2 bilhões de hot-dog por ano. Cento e cinquenta milhões somente no dia 4 de julho.

img_1678Smoothie
A palavra em inglês significa “macio” e esta suavidade é trazida para vitaminas e sucos batidos no liquidificador com gelo. As receitas podem ter leite, suco de frutas, frutas inteiras, verduras e uma série de outros ingredientes. Pelas ruas de Nova York, food-trucks servem estas delícias. E há vários restaurantes e lanchonetes que mantêm os smoothies no cardápio.

img_1784Sorvete no pote
O sorvete é também um hábito de Nova York que, mas esta marca em especial, ganhou reconhecimento pelo sorvete macio, com pedaços grandes de outros elementos como frutas e chocolates. E caldas, doces, saborosas, que garantem um sabor exclusivo às receitas.

img_2221Sorvete de casquinha
Pelas ruas da mais cosmopolita das cidades, não é difícil encontrar quem esteja saboreando o típico cone-icecream. O formato é referência e o sabor também, com a baunilha como principal estrela. Marcas de fast-food e sorveterias sobre rodas vendem o doce gelado. Agora já também com outras combinações como calda quente de chocolate e confeitos.

img_1941Limonada
Seja na versão somente suco de limão ou na combinação com frutas vermelhas (como morangos, amoras e mirtilos) a limonada é a cara do Verão nova-iorquino. Pode ser comprada já separadas em copos nos parques, mercados, conveniências e cafés. Com a soma das “berries” é conhecida como pink lemonade.

img_2203Chá gelado
Acredite você, os chás gelados também viraram mania em Nova York. No Starbucks com versões refrescantes, como a do chá preto com limonada e suco de manga. Tem ainda uma novidade que são chás com bolinhas de gelatina com extrato de frutas. Ao tomar o líquido em canudos bem largos, as bolinhas entram na boca e explodem espalhando doçura ao paladar.

img_2210Chocolate
As lojas da M&M e da Hershey’s  em plena Times Square garantiram às duas marcas o desejo entre turistas e moradores. É que ambos os espaços levam às sensações. Os chocolates deixam de ser somente doces, para ganharem prateleiras em formatos de pelúcia, molhos e brinquedos (para adultos e crianças, sejam ou não chocólatras). Ah, tem a versão clássica também: chocolate em barra e bombons.

img_2267Milk-Shake
Sorvete batido com leite é hábito americano. Acompanha bem principalmente com hambúrgueres e batatas-fritas. Se não curtir esta mistura, pelo menos a receita sozinha você deve experimentar em Nova York.

img_2358Burrito (Tex-Mex)
Com muitos latinos, Nova York também é a terra da comida mexicana, que recebeu alguns ajustes no estado do Texas e se espalhou pelo país com o carinhoso apelido de Tex-Mex. Há redes de fast-food que preparam os tradicionais burritos, mas há restaurantes menores (e bem saborosos) em diferentes locais da cidade.

Revelando alguns segredos do mundo dos chás

Em mais um bate-papo exclusivo para o Senhor Sabor, a Letícia Silva, da Empório Produtos Naturais, e a Renata Acácia, da Infusorina, desvendam alguns segredos do mundo dos chás. Além de dicas sobre a quantidade ideal de ingestão e a melhor forma de preparo, elas falam das misturas possíveis para agradar todos os paladares, principalmente com o chá verde, um dos mais consumidos no Brasil, mas que muita gente torce o nariz e consome só por causa de indicações nutricionais. Prontos para anotar tudinho? Então, é só dar o play!

Quais outros assuntos você gostaria de ver por aqui? Deixe nos comentários!

Inove nas ceias de fim de ano

As pessoas podem não saber a origem, mas todo mundo sabe que é tradição consumir carne de porco nas ceias de fim de ano, principalmente no Réveillon. Para os desavisados, o Senhor Sabor explica: muitas culturas defendem que, como o porco é um animal que fuça para frente, a vida seguirá o mesmo caminho. Porém, se a festa for para poucas pessoas, é inviável assar um leitão inteiro, por isso, o corte mais procurado pelos brasileiros para este período é o pernil. Pensando em ampliar essas opções, a Olho Embutidos e Defumados, que lançou novos produtos em 2016, dá dicas de quais outros cortes suínos podem ser degustados nas ceias de fim de ano. Confira:

picanhaPicanha suína: esse corte se assemelha à carne bovina, é bastante macio e suculento. Possui uma capa de gordura e uma boa sugestão é preparar a picanha na churrasqueira.

mignonMignon suíno: também é muito parecido com o mignon bovino nos quesitos gastronômicos, porém, com a vantagem de ter um custo reduzido. Possui baixo índice de gordura.

sobrepaletaSobrepaleta: conhecida também como Copa Lombo, é uma região do suíno extremamente marmorizada. Essa gordura presente entre a carne deixa o corte ainda mais saboroso.